FullSizeRender-8

Web Talk Show: Rodrigo Pandolfo conta como trilhou sua carreira e conquistou seu espaço na cena teatral.

Em entrevista a Paulo Fernando Góes no Web Talk Show #INCITARTE, o versátil ator Rodrigo Pandolfo fala sobre como trilhou sua carreira, desde seu primeiro espetáculo adulto, “Bent”, de Martin Sherman, até seu último trabalho no cinema, no filme “João, o Maestro”. Pandolfo tem 33 anos apenas mas o currículo de grandes trabalhos impressiona. Ele venceu o prêmio APTR de Melhor Ator pelo trabalho em “R&J – Juventude Interrompida” e também o APTR de Melhor Ator Coadjuvante pelo Moritz, de “O Despertar da Primavera”, de Claudio Botelho e Charles Moeller. Até agora, Pandolfo atuou em 9 longas-metragens, 9 espetáculos teatrais e 14 trabalhos na TV, todos muito significativos.

FullSizeRender-8

Na entrevista, o ator fala sobre seu trabalho de composição para viver o Juliano, filho da dona Hermínia, no blockbuster “Minha Mãe é uma Peça”, com Paulo Gustavo. A continuação do filme entrou para a história como a maior bilheteria de todos os tempos. Pandolfo conta que Mariana Xavier e ele ensaiaram escondido de Paulo Gustavo, que havia pedido para os atores gravarem as cenas “de primeira”.

p1

Outra curiosidade é a história que Pandolfo conta sobre como entrou para o musical “O Despertar da Primavera”, da dupla Charles Moeller e Claudio Botelho. Ele conta ainda sobre o estímulo que deu ao ator Pierre Baitelli para fazer a seleção para o musical, sobre quando um ator sente que um personagem será seu e sobre sua liberdade de criação no espetáculo.

panda despertar

Por fim, o ator Rodrigo Pandolfo conta sobre seu trabalho como protagonista do filme “João, o Maestro”, onde ele interpreta, juntamente com o ator Alexandre Nero, o pianista João Carlos Coutinho.

joao

A entrevista está dividida em 3 blocos. Aperte o Play e confira a entrevista de Rodrigo Pandolfo a Paulo Fernando Góes no Web Talk Show #INCITARTE.

 

 

Comente via Facebook