“Peter Pan – O Musical”: 10 motivos para assistir ao musical em cartaz no Teatro Alfa, em São Paulo.

Por Paulo Neto.

Está em cartaz no Teatro Alfa, em São Paulo, a primeira montagem brasileira do “Peter Pan” da Broadway, produzido por Renata Borges, da Touché Entretenimento. Selecionado em audições com mais de 4.000 candidatos, coube a Mateus Ribeiro viver o protagonista do musical, dirigido por José Possi Neto. Selecionamos 10 motivos para você não perder esta super produção em cartaz no Teatro Alfa, em São Paulo, até 31 de maio.

FOTO: Leo Aversa.FOTO: Leo Aversa.

1 – A atuação do ascendente Mateus Ribeiro. O ator alcança um nível de excelência e destemor digno de grandes intérpretes. Mateus dança incrivelmente bem, canta com afinação, sabe extrair humor de seu personagem e encanta a plateia com uma total entrega (inclusive pelos ares) no papel do menino que nao queria crescer.

2 – As coreografias de Alonso Barros (também responsável pela Direção de Movimento), que redesenhou brilhantemente as originais de Jerome Robbins. Com garra e energia retumbante, o bem escolhido ensemble descarrega energia cênica e entusiasmo aos números que, certamente, permanecerão na memória de quem estiver na plateia.

3 – A cenografia deslumbrante de Renato Theobaldo (ao lado de seu assistente, Roberto Rolnik), que traz uma árvore gigantesca e retorcida como um de seus cenários mais impactantes, além do grandioso navio do Capitão Gancho, cuja riqueza de detalhes e texturas saltam aos olhos.

4 – Os figurinos de Thanara Schonardie (que criou o vestuário da novela ‘Meu Pedacinho De Chão’). Com cores vivas, sobreposições, retalhos e patchworks em tecidos que conversam entre si, o figurino cria um maravilhoso universo de fantasia.

FOTO: Leo Aversa.

FOTO: Leo Aversa.

5 – A escolha do elenco principal e do ensemble, a cargo de Maria Netto. Bianca Tadini faz uma Wendy com grande doçura, Carol Botelho uma empoderada Tiger Lilly, além dos vibrantes Renan Mattos (ótimo subtituto de Pedro Navarro de Smee, o capacho de Gancho), Vinícius Teixeira, Matheus Paiva, Vittor Fernando (uma revelação) e Gustavo Della.

6 – A direção musical de Carlos Bauzys, com orquestrações de imensa qualidade. Destaque para as percussões poderosas nos números dos Meninos Perdidos e dos índios.

7 – As versões das canções originais, a cargo de Luciano Andrey e Bianca Tadini. A dupla tem se esmerado ao traduzir musicais de sucesso com leveza e precisão.

8 – Os efeitos de voo da empresa americana ZFX Flying Effects, que tem 20 anos de contribuições em grandes musicais e shows. Os voos aqui sao de um preciosismo e uma plasticidade talvez nunca vistas num musical brasileiro.

Peter Pan 3- Leo Aversa

Mateus Ribeiro como Peter Pan e Daniel Boaventura como Capitão Gancho. FOTO: Leo Aversa.

9 – A direção de arte e o desenho de luz, pelas mãos do também diretor geral José Possi Neto, que aqui realiza seu melhor espetáculo musical em muitos anos.

10 – O ritmo correto e a magia extraída de todos os elementos envolvidos que encantam a uma plateia maravilhada, composta por pessoas de todas as idades.

“Peter Pan – O Musical”

Teatro Alfa (Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro, São Paulo)

5as e 6as, às 20h30; Sábados, às 16h e às 20h; Domingos, às 17h.

Ingressos: De R$ 25 (meia) a R$ 190 (inteira).

*Nos dias 11, 12, 18 e 23 a 27 de maio; o Capitão Gancho será interpretado por Patrick Amstalden.

Comente via Facebook