“O Espectador Condenado à Morte”: Obra-prima do dramaturgo romeno Matéi Visniec entra na sua última semana no Teatro Maria Clara Machado

FOTO: Pablo Henrique

FOTO: Pablo Henrique

Por Bruno Bernardino

O grupo Circo do Visniec, sob direção de Gilberto Góes, apresenta no Teatro Maria Clara Machado, até 24 de fevereiro, a obra-prima do dramaturgo romeno Matéi Visniec, “O Espectador Condenado à Morte”. No último dia 14, aconteceu a leitura dramatizada de “Cuidado com as velhinhas carentes e solitárias” e no próximo dia 21, o grupo apresenta a leitura de “O último Godot”, ambas obras de Visniec.

Considerado por muitos como “o novo nolesco” por sua contribuição ao teatro do absurdo, Matéi escreveu “O Condenado” para ironizar o sistema judiciário e os julgamentos arbitrários da sociedade moderna. O espetáculo se passa dentro de uma sala de tribunal, que não leva em conta a inocência de um suposto acusado.

Imóvel na plateia, o espectador assiste aos pontos de vista do juiz, do procurador, defensor e escrivão, além das testemunhas como o bilheteiro, a camareira e a garçonete do bar. A quarta parede que separa a plateia do elenco é bombardeada ao ponto de realidade e ficção se misturarem e o público se perceber como um membro de uma corte judicial.

Em certo momento, fica no ar a dúvida: quem está em cena? Membros de um tribunal ou atores em ensaio? Aos poucos, cada vez mais solitários diante de si mesmos, o tribunal e as testemunhas passam da acusação à autocrítica: todo mundo é culpado quando a justiça não é o que deveria ser; quando a encenação não é o que parece ser.

 

“O Espectador Condenado a Morte”, de Matéi Visniec.

Teatro Maria Clara Machado (Av. Padre Leonel Franca, 240 – Gávea)

6a e Sábado, às 21h30; Domingo, às 19h

Leitura: A história do comunismo contada aos doentes mentais

5a feira, dia 21 de fevereiro, às 20h

Ingressos: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia)

Somente até 24/2/19!

Comente via Facebook